Apesar de me estar a marimbar para o que os outros fazem. (Uma das minhas regras nº1 é nunca ir por onde todos vão) gosto de cuscar no que os outros webmasters produzem.

Começo a topar que o ppl do mainstream, anda feito louco, em busca de nichos de mercado, não tão explorados e logo com clics + valiosos. Num movimento parecido ao que se passou com os sites adultos para aí à meia década, a certa altura eram mais os sites de “mulatas pentelhudas com sardas” que os de puro “sexo grátis” lol.

Divertiu-me particularmente a quantidade enorme de sites e blogs de receitas de culinária, feitos por gajos que aposto, nem um bife sabem fritar. Também curto quando me dá uma taquicardia e o consequente ataque de hipocondria, ver que o sector da saúde começa a ser paulatinamente ocupado por estes curandeiros da Net.

Não vou dizer que nunca fiz sites sobre o que não sei ou desconheço, claro que fiz.
Mas atinemos, façamos “conteúdos” ao menos sobre aquilo que nos diz, vagamente, alguma coisa.

Lembro-me sempre duma conversa que assisti entre um industrial têxtil e o meu velho:
( industrial) – Estes meus colegas estão malucos, agora estão todos a fazer camisas, não há mercado para tanta camisa!
(Velhote) – E você faz o quê?
( industrial)- Faço o fio, para as camisas deles.

Anúncios