Lá no meio de uma insónia (é so foguetes, aqui no burgo) venho à net e vejo  a  Patricia, a tal agressora de professora de Françês a dar de giz ( a pita já dá entrevistas, pena não ser do Taveiro lol) sobre a sua preocupação com os pais e sei lá que mais.

Para ser radical de uma vez por todas e para acabar de vez com este tipo de cultura só me apetece perguntar 2 coisas?

1. Que raio de pais da dita classe média chamam a filha da Patricia? Lembro-me quando fazia chamadas, que chegava ao S de Sandra e começava com espasmos. Porra atinem com os nomes, nem a Miquelina da vossa herança rural, nem muito menos Andrea que era por onde começava a minha regurgitação.

2. qual é o pai que não corre uma Patricia destas ao tabefe? Montes deles infelizmente. A minha filha é uma joia de moça. A prof, é maluca sacar-lhe um telele que lhe dei, da última geração com gpsm incorporado e tudo!. A velha é mesmo tola

Anúncios