Hoje estamos macabros. Já é o 2º morto de que falamos. Cada geração teus os seus idolos suicidários, Jim Morrison para os meus irmãos mais velhos, Kurt Cobain para os sobrinhos. A minha devia ter posters do Ian Curtis com uma corda ao pescoço no quarto dos filhos, mas não, apesar de venerarmos os Joy Division quase não me lembro de idolatrarmos o Ian. No fundo ao matar-se ele libertou toda a criatividade que estava latente nos outros membros da banda.

New Order é uma banda genial que nunca poderia ter aparecido sem o sacrificio do deprimido Ian Curtis. Fica aqui uma música que ainda à uns meses me levou para a esquadra por estar a dançá-la com 2 amigos no meio da rua às 6 da manhã! Ouçam, vale mesmo a pena:

Anúncios