Uma das minhas citações favoritas e que mais impacto causam nos ouvintes é: Os sonhos são de ouro a realidade é sinistra!

Esta frase não é de nenhum prémio Nobel da literatura. É apenas de uma Banda desenhada de Hugo Pratt o popular “Corto Maltese”

Como diria um “conhecido” meu, sempre tive uma enorme capacidade de viver longe da realidade. Aliás o meu pouco sucesso se baseia aí. Nunca tive medo de romper com coisas que de tão certas muitos não se atreveriam a quebrar. Sempre questionei tudo, os supostos bons empregos , as supostas ofertas irrecusáveis e até algumas (muito poucas na verdade, o resto é sonho) mulheres consideradas super-desejáveis.

Mas quando caia na real gostava, quase sempre, do que via. Ou seja nunca fui um sonhador para fugir ao quotidiano sinistro, sonhava porque gostava de sonhar. Mas agora quando olho a minha volta apetece-me refugiar-me no sonho. Qualquer dia não sai-o mais à rua porque acho deprimente, não ligo mais a Tv sem uma boa doze de Prozac à mão e só ligo o Pc porque acho que ele está sempre ligado!

A sério que acho que estamos a criar um mundo horrível. As pessoas se comportam pior que as hienas que vejo naqueles programas sobre natureza que vejo com prazer, apesar de serem todos os iguais, aos Sábados de manhã com o curioso e vivo e capaz de mudar o mundo Pedro ao colo, o meu filho

Anúncios